Anterior


Policia Militar Ambiental recebe novas viaturas

18/04/2017

Anterior

Próxima


Presidente da AOFMS é homenageado pelo Conselho de Segurança da Área Central da Capital

23/04/2017

Próxima
21/04/2017
Intensas articulações mantêm direitos previdenciários dos militares estaduais em relatório final
Por: AOFMS

O relator da Reforma da Previdência, deputado Arthur Maia (PPS-BA), apresentou nesta quarta-feira (19), o relatório final sobre a proposta de emenda constitucional (PEC 287/16), sem previsão de qualquer perda de direito previdenciário para os policiais militares e bombeiros militares, o que representa relevante vitória para a categoria.

 

Com a participação decisiva dos parlamentares militares, das entidades representativas e do CNCG, foram acatadas as emendas defendidas pelo Major Olímpio (SP) e do deputado Subtenente Gonzaga (MG), as quais retirou qualquer remissão das novas regras aos militares estaduais no texto da PEC, bem como, preservou a possibilidade de haver unidade gestora nos entes federados só para militares.

 

Para FENEME, federação nacional que representa os oficiais militares estaduais, o relatório final está de acordo com que a categoria lutou ao longo dos últimos meses, com distinções de qualquer outro agente público no Brasil, eliminando qualquer dúvida ou entendimento futuro quanto à condição diferenciada dos militares, com garantias próprias na passagem para a reserva ou reforma e quanto às pensões.

 

 

O presidente da Associação dos Oficiais Militares de MS (AOFMS), coronel PM Alírio Villasanti, destaca que o objetivo alcançado foi uma construção coletiva. “A AOFMS atuou junto com outros atores para esta importante conquista, através de articulações com os parlamentares de MS, com os deputados federais militares e participação ativa e efetiva no Congresso Nacional, unidos com as outras associações estaduais sob a coordenação da FENEME, apoio do CNCG e das entidades nacionais que representam as praças ANASPRA e ANERB”.

 

As ações da AOFMS mantiveram os policiais e bombeiros militares do estado vigilantes e atentos, o que formou uma corrente positiva de pressão junto aos parlamentares do MS. A diretoria da entidade também agradece o assessor parlamentar da PMMS na capital federal, capitão Wanderlei Almeida, pela atenção indispensável nas demandas de interesse dos militares estaduais.

 

 

 

O presidente da FENEME, coronel PMSC Marlon, lembra que Mato Grosso do Sul, através do coronel Alírio Villasanti, tem se destacado nas mobilizações. “Temos acompanhado o trabalho do presidente da AOFMS que tem sido exemplo na combatividade, habilidade de articulação e presença constante nos debates e reuniões da FENEME, bem como no Congresso Nacional e no caso específico de articulação junto ao presidente da Comissão Especial da PEC 287, deputado federal Carlos Marun”, frisou.                

 

Em nota, a FENEME também agradeceu o deputado federal coronel Alberto Fraga (DF) que articulou apoio junto às presidências da República e da Câmara dos Deputados, e na Comissão junto ao Relator, permitindo que inclusive erros técnicos oriundos da falta de padronização de ações por parte de determinadas pessoas, não prejudicassem os anseios pleiteados.

 

 

A entidade nacional reforça a necessidade de todos defenderem a aprovação do texto da PEC lido pela relatoria a respeito dos militares, tanto na comissão que será votada nas próximas semanas e após no plenário da Câmara dos Deputados e finalmente no Senado Federal.

 








Deixe seu comentário






Endereço

Rua Wagner Jorge Borttoto Garcia, Nº 2250, Jardim Veraneio
Campo Grande - MS - 79036-050
Tel: (67) 3326-4096/(67) 9 9297-9233 clubedosoficiais@uol.com.br

  • Facebook
  • Twitter
  • Youtube
Newsletter

Cadastre seu email e receba nossos informativos e promoções de nossos parceiros.